Smiths, The

Meat Is Murder

1985 5 de 55 de 55 de 55 de 55 de 5 1 Avaliação
0 a venda Vender este álbum

Informações

Ano 1985
Tipo Estúdio
Gênero
País Inglaterra
Gravadora Sire
Produção Morrisey, Johnny Marr e Stephen Street
Músicos The Smiths

Resenha

Meat Is Murder é o segundo álbum de estúdio da banda The Smiths, lançado em 12 de Fevereiro de 1985. Se tornou o único lançamento original da banda a atingir No. 1 no Reino Unido.

O disco foi produzido por Morrissey, Johnny Marr com a assistencia de Stephen Street, que tambem produziria os discos seguintes do grupo e o primeiro disco solo de Morrissey, após a separação do grupo.

A capa original do disco trazia uma foto de um soldado retirada do documentário "In the Year of the Pig" (1968) de Emile Antonio. A foto era reproduzida quatro vezes e no capacete do soldade a frase origianal "Make War Not Love" foi editada para "Meat is Murder".

As letras deste disco são mais politizadas em relação ao primeiro disco "The Smiths" (1984). Morrissey fala sobre a violência nas escola de Manchester ("The Headmaster Ritual"), a violência nas feiras de diversão ("Rusholme Ruffians"), a violência doméstica ("Barbarism Begins at Home") e a violência contra os animais (a faixa título, "Meat is Murder"). A música "That Joke Isn't Funny Anymore" foi lançada como single depois do lançamento do disco. E a faixa "How Soon Is Now?" originalmente não fazia parte do vinil, só passou a ser incluída mais tarde quando "Meat is Murder" foi lançado em CD. Destaca-se ainda neste disco a belíssima "Weel I Wonder", uma música que Morrissey e Johnny Marr gostavam tanto que nunca a apresentaram nos shows do grupo, temendo que a magia "se perdesse" nas apresentações ao vivo.

Fonte: Wikipedia
Comentários (0)Add Comment

Escreva seu comentário
diminuir aumentar

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy


Itens à venda: 0


Não está à venda no momento
Acessos 1093