Lula Côrtes Zé Ramalho

Paêbirú

1975 5 de 55 de 55 de 55 de 55 de 5 2 Avaliações
0 a venda Vender este álbum

Informações

Ano 1975
Tipo Estúdio
Gênero MPB
País Brasil
Gravadora Rozemblitz
Produção Lula Côrtes
Músicos Lula Côrtes, Zé Ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Ivson Wanderley, Zé da Flauta, Paulo Rafael, Lailson, Israel Semente, Dikê, Agrício Nóia, Don Tronxo, Jarbas Mariz, Babi, Hugo Leão, Marconi Notaro
Capa Kátia Mesel

Resenha

O álbum teve prensagem única de 1.300 exemplares. Destes, em torno de 1000 se perderam em uma enchente que ocorreu em Recife em 1975. Junto com os exemplares perdidos, também foi destruída a fita máster.
O disco duplo é dividido em quatro lados, e cada um é dedicado a um dos quatro elementos da natureza: Terra, Ar, Fogo e Água, respectivamente. Além dos longos instrumentais psicodélicos, e ritmos regionais, também foram adicionados sons sintéticos paralelos ao tema dos lados.
No lado "Terra", os resultados foram conseguidos através de instrumentos como tambores, flautas, congas e sax alto. Efeitos como aves em voo também foram produzidos, porém não de forma eletrônica. Outros instrumentos típicos como o berimbau também foram utilizados.
No lado "Ar", foram introduzidas conversas, risadas, e suspiros, além de harpas e violas.
"Fogo" é o lado mais pesado do disco, onde o rock e a psicodelia estão em evidência. São usados sons de guitarra distorcida, órgão e um som menos acústico. "Raga dos Raios", é até hoje considerada a melhor peça de guitarra fuzz gravada no rock nacional.
Em "Água" são colocados fundos sonoros de água corrente, e letras em louvação a entidades que representam o elemento, além da incorporação de gêneros dançantes como o baião.
Comentários (0)Add Comment

Escreva seu comentário
diminuir aumentar

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy


Itens à venda: 0


Não está à venda no momento
Acessos 989