Discoteca Pública inaugura nova sede e promove 22ª Feira do Vinil
Escrito por discolado!
Qui, 28 de Julho de 2011 21:10
PDF Imprimir E-mail

Como uma das ações do programa Conexão Vivo 2011, a Discoteca Pública inaugura nesse mês de agosto nova sede no bairro Floresta e realiza mais uma edição da feira de discos que tem conquistado cada vez mais frequentadores na capital mineira


“A cultura do vinil tem crescido a cada mês na capital mineira”, destaca Edu Pampani, organizador da Feira do Vinil e CDs Independentes, que no próximo dia 6 de agosto (sábado), das 10 às 17 horas, na Galeria Inconfidentes da Savassi, terá sua 22ª edição em Belo Horizonte.

Com edições mensais, a feira conta hoje com dez expositores de lojas especializadas em discos de vinil, e acolhe colecionadores, pesquisadores musicais e outros amantes da cultura dos “bolachões”.

Além de encontrar vinis em tamanhos e formatos diversos – que vão desde os compactos de sete polegadas aos discos de dez e 12 polegadas – para compra, venda e troca, o visitante também pode conferir na Feira um grande número de CDs de artistas da música independente dos diversos estados do Brasil, com um representativo e especial acervo da música mineira. Nessa edição da feira, em celebração da nova sede da Discoteca Pública, foi lançada a promoção “CD é 10”, onde qualquer CD estará ao preço de R$ 10,00.

Discoteca Pública em novo endereço

Mantendo-se no tradicional bairro Floresta, a Discoteca Pública inaugura nesse mês de agosto um novo espaço, na rua Itaúna, nº 192, também com novo telefone 2514-5710.

O lugar preserva 60 anos de história da música popular brasileira gravada nos discos de vinil. A partir do acervo do colecionador e pesquisador musical Edu Pampani, a DISCOTECA PÚBLICA hoje contabiliza mais de 13 mil discos, entre LP’s de 10 e 12 polegadas e compactos de 7 polegadas, lançados a partir da segunda metade do século XX por inúmeros selos e gravadoras.

Muitos deles já não existem mais e nem foram reeditados em CD. A memória e histórias de inúmeros artistas projetados para o grande público no passado resistem nos discos, os famosos “bolachões”.

Ao longo de várias décadas, a Música Popular Brasileira viveu diversos e peculiares momentos e movimentos. Da áurea época das rainhas do rádio e cantores populares – como foram Elizeth Cardoso e Orlando Silva – até outras ondas sonoras que influenciaram a vida social e estética brasileiras por meio da Bossa Nova, Jovem Guarda, Tropicália, Clube da Esquina, entre outros. Catalogar os discos que contribuíram com essa parcela significativa da cultura brasileira é a missão da Discoteca Pública.

Além da Feira do Vinil e CDs Independentes, a Discoteca é responsável também pelo projeto A Música Que Vem de Minas, que consiste em levar a produção musical independente de Minas Gerais a diversos lugares com a comercialização e distribuição de discos dos artistas em festivais, feiras e demais eventos por todo o Brasil e, ainda, resgatando a história da contribuição dos mineiros à Música Popular Brasileira através do blog www.amusicaquevemdeminas.blogspot.com

O acervo da Discoteca Pública pode ser conferido pelo público para audições e pesquisas, de segunda à sexta-feira, das 10 às 19 horas, com entrada franca. Mais informações no site www.discotecapublica.com.br

Sobre o Programa Conexão Vivo

Assim como o projeto Discoteca Pública para a realização de edições da Feira do Vinil e CDs Independentes, dezenas de projetos musicais de artistas de todo o país fazem parte do Programa Conexão Vivo, que reúne também shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.

O Conexão Vivo realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.

A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da Política Cultura da Vivo, que tem no Conexão Vivo uma de suas principais iniciativas. Detalhes sobre as outras linhas de atuação e sobre as formas de participação nos Programas Culturais Vivo estão disponíveis no www.vivo.com.br/cultura. E para saber mais sobre o Conexão Vivo, acesse o portal www.conexaovivo.com.br.

Serviço:

22ª Feira do Vinil e CDs Independentes

Data: 06 de agosto (sábado), das 10 às 17 horas

Local: Galeria Inconfidentes (rua Pernambuco, 1.000, Savassi, BH)

Entrada franca

Informações: (31) 2514-5710 / 9215-5142 / www.discotecapublica.com.br

Assessoria de Imprensa: Geo Cardoso (31) 9255-8637 | 2514-5710 | 3077-1916 e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Comentários (0)Add Comment

Escreva seu comentário
diminuir aumentar

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy
Última atualização em Qui, 28 de Julho de 2011 21:39